23 de abr de 2014

Steps



Tenho por perto muitas histórias que me fazem crer que todos nós antes de chegarmos a qualquer lugar tivemos que dar um primeiro passo. Ninguém começou a caminhada pelo segundo degrau, ninguém pulou etapas e simplesmente caiu no lugar atual. 

Tenho tios que começaram a vida vigiando carros na rua e hoje se tornaram desde donos de empresas estáveis até gente renomada em TI. Tenho amigos que começaram de baixo e hoje estão onde queriam, mas não conheço ninguém que pulou a etapa de se descobrir para ir direto para o final. Me arrisco inclusive a dizer que ninguém pode saber exatamente o que quer sem antes se descobrir. Nenhuma história é história sem ter um início, meio e fim.

Já dizia minha avó: tudo que vem fácil vai mais fácil ainda, não tem jeito ela tem razão. Você pode ter tudo, porém esse tudo ainda será nada se for de mão beijada. Só um projeto seu, que você idealizou em cada detalhe, que foi cuidado, amado, te fez perder sono, tem o poder de tomar o centro da sua vida. Se toda manhã nossos problemas fossem solucionados por um ser ‘todo poderoso’ não haveria aprendizagem, nem renovação das forças e muito menos fé em si mesmo. Até que você lute você não sabe do que é capaz e o quão forte pode ser. 

Vejo gente todos os dias reclamando por ter a chance de lutar, se diminuindo perante os problemas, se sentindo ou se fazendo de nada por preguiça de erguer a cabeça e seguir em frente. Cara essa é a maior estupidez que existe, ninguém pode viver por você e acredite, se você tivesse que resolver o problema dos outros estaria grato pelo quanto os seus são pequenos. 

A grama do vizinho é sempre mais verde... e sua idiotice por ficar olhando a vida dos outros no lugar de cuidar da sua cresce a cada momento. Minha opinião? Vá a luta, mas lute por e para você .

Nenhum comentário:

Postar um comentário