7 de abr de 2014

Porque não teve texto hoje

Olá internet! Como vamos?

Aliás, espero, de coração, que vocês estejam melhores do que eu. Hoje foi um dia complicadíssimo, desculpem a falta dos textos.

Para explicar um pouco do que houve vou contar a vocês o meu dia: tive uma entrevista de emprego do outro lado da cidade pela manhã. Acordei as 06:00 horas, tomei um banho, me arrumei e fui, cheguei lá por volta das 07:58, a entrevista estava marcada para as 08:00 porém por ironia o RH enrolou e só nos chamou as 08:45, ou seja, eles atrasaram.

A entrevista em si foi um circo de horrores, eles contrataram os piores entrevistados somente porque o critério de seleção deles é quanto mais desesperado pelo emprego melhor. Por fim, eram 12:40 quando cheguei em casa com aquele sentimento ruim de dúvida, um pesar pelo esforço em vão, a vontade de esganar aquelas mulheres...

 Mas ok, respirei fundo, entrei em casa e fingi que estava tudo bem até chegar ao meu quarto, trancar a porta e por fim poder desabar. Deitei na cama, olhei para o teto e simplesmente não conseguia me mover. A tristeza era tanta, a dúvida de se algum dia vou encontrar algo era tão grande que o melhor que fiz foi ficar quieta lá mesmo. Eram 14:45, 33º C e eu debaixo das cobertas, sem comer ou querer ver gente. Mentira, eu queria comer sim... uma caixa de chocolates, uma torta, um pote de sorvete e 1L de coca.

Respirei fundo, segurei minha vontade de atacar qualquer coisa doce que tivesse na geladeira e fui para a academia, fiquei lá, correndo na esteira, pegando o peso mais pesado que consegui e descontando toda minha raiva nos músculos e no suor que escorria da minha testa.

Aliás, antes suor do que lágrimas. E agora estou aqui. Desculpem de coração pela demora e por só ter lhes dado satisfação agora, espero que entendam. Bjo.

2 comentários:

  1. Essas coisas acontecem. Nossa vida tem altos e baixos... Mas o bom é que você optou pela boa escolha, o que á maioria não faz...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Anderson, desconfio que tá todo mundo no mesmo barco. Obrigada por ter lido o texto e se dado ao trabalho de comentar. Me sinto muito feliz por tê-lo como parceiro do blog, seja bem vindo ao pequenas coisas.

      Excluir