19 de mar de 2014

Moda, comportamento, androginia em tempo de 3º guerra mundial

Em tempos de 2º guerra fria, onde Putin está mostrando que não dá a minima para o 'domínio' Estadunidense e onde tio Obama tem tido vontade única e exclusiva de mostrar serviço e assim reafirmar a soberania de seu país venho através deste blog para falar de MODA, ANDROGINIA E MUDANÇA DE COMPORTAMENTO. 

Mas o que exatamente um assunto tem haver com o outro? Tirando o fato de os dois se passarem na mesma época do século XXI, nada. 

Então internet, assunto introduzido, podemos começar de fato o texto. Já que entre uma eminente 3º guerra mundial e moda prefiro mil vezes falar sobre moda deixemos de lado um pouco o Putin e vamos falar de David Beckham, ou seja, de um homem que usa algumas roupas com traços andróginos
A moda não é só coisa de mulherzinha, nem ao pouco um assunto irrelevante, moda é arte e, como toda arte, quer falar sobre um dado assunto em pauta na sociedade, no comportamento de tal sociedade. Como exemplo disso temos o aumento do uso de peças andróginas no dia a dia das cidades, vistos principalmente na moda boyfriend e também no uso de blazers lazer em corte reto, ou seja alfaiataria. Porém como nem só de moda feminina vive o mundo da moda, podemos citar peças no guarda roupas masculino que também estão fora do padrão menina e menino de se vestir, um exemplo claro disso são as regatas com decote em v que tem sido muito utilizadas por todos os públicos, independente de gênero. 

Logo, a mudança desse padrão dualista, onde mulheres vestem roupas de mulher e homem usam roupas masculinas demonstra uma mudança na maneira de pensar dos indivíduos  sendo assim eles deixam de pensar no gênero para pensar no indivíduo, ou seja, no que lhe cai bem independente se a peça é uma saia ou uma calça. 

No Brasil, ainda, não é tão comum se ver homens usando roupas e acessórios mais femininos, salvo casos, o guarda roupa masculino tende a ser muito mais fechado e cheio de predileções que demonstram nossa imaturidade com as relações de gênero e isso pode não estar nem longe e nem perto de ser modificado, pois ainda há hoje quem julgue a aparência alheia como se uma pessoa só devesse se sentir bonita caso te agrade.  Mas ainda que não seja usual aqui, em outras partes do mundo essa normatização da vestimenta vem sido derrubada dia após dia, demonstrando assim que moda não é só um assunto

feminino, mas sim que moda é coisa de quem sabe quem é. 

4 comentários:

  1. Não acredito que escreveu mesmo sobre o tema que sugeri. E ficou muito bom o texto. Parabéns! Me surpreendeu.

    ResponderExcluir
  2. Nunca tive nada contra pessoas andrógenas, vou começar a ver as reações das pessoas na rua, acho que amanha acordarei andrógena! kkkk

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Junior, tem como falar de todo assunto e moda cai em qualquer peça histórica porque ela se apresenta sempre em todos os tempos.

    ResponderExcluir
  4. Akatsuki de fato o mundo seria muito legal se pensássemos menos dentro de padrões e nos libertássemos para ser quem quer que formos.

    ResponderExcluir